sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Minha universidade (UEM)

Minha universidade é um canteiro de obras
E a arrogância de bater no peito de dizer:
"Sou a melhor do Paraná!"

Melhor?
Melhor fechar os olhos p'ra não ver
Melhor esquecer

Estudamos num feudo
e quem enxerga se rebela
ou cegamente se resume ao prazer

Quinta-feira tem polícia
Cacetete pronto p'ra bater
Spray-de-pimenta de refresco
Balas de borracha p'ra correr

Capitão, tem sangue no chão!
Tens sangue na farda,
Tens sangue na mão!

Pau-de-arara para utópico
Cadeia para maconheiro
Se é bicha mete bala
Lincha se é roqueiro

Vamos todos para a missa
na querida Catedral
ou no culto do domingo
p'ra rezar e ter moral

Depois faremos um sarau
onde diz na sepultura:
"Aqui descansa em paz,
fria e morta a cultura."

Ovacionemos quando chegue
o magnífico reitor
Já dez anos sem dar aula
muito FG como ge$tor

E a assistência estudantil?
Aqui é sempre uma piada
Para quem precisa mesmo
a UEM não oferece nada

Para poder comer no RU
tem fila de uma hora
E se não tem grana pro aluguel
você vai ter que ir embora!

Aqui na UEM não há justiça
nem se quer há Paridade
O que temos é uma máfia
que estupra a universidade

Pois é,
Minha universidade é um canteiro de obras
E arrogância de bater no peito e dizer:
"Sou a melhor do Paraná!"

Melhor?
Melhor abrir os olhos p'ra enxergar,
sair p'ra rua para lutar,
e sempre que for preciso
estar pronto p'ra ocupar!

- Bartolomeu Parreira Nascimento - Maringá 2011

7 comentários:

Anônimo disse...

Lindo, absolutamenet lindo1 transite muiito bem o sentimento de muitos!

Sidney Szpalir disse...

Posso fazer uma pergunta? A universidade se tornou toda esta merda depois que você começou a fazer parte dela? Ou, antes de você fazer parte dela ela já era assim? Se a resposta pra esta pergunta for: "já era assim"... porque diabos você quis estudar nela em vez de tentar entrar em tantas outras melhores por aí? Um problema recorrente em muitos lugares é que as pessoas falam mal de tudo o que elas participam na vida, e pior, se matam pra poder fazer parte daquilo que reclamam. Não entendo pra que tanto esforço pra depois viver reclamando. Qual foi sua ação concreta pra tornar o lugar onde você está melhor? Realmente estou curioso para ouvir esta última resposta. Feudo é ativar a moderação de comentários para que nenhum comentário contra aquilo que você queira ouvir seja publicado.

Bartolomeu Parreira Nascimento disse...

Obviamente, caro Sidney, a UEM conta com os problemas que tem desde antes do meu ingresso como acadêmico. Estudo na UEM porque é uma universidade pública e eu escolhe morar em Maringá antes de prestar o vestibular. A UEM, assim como todas as universidade públicas brasileiras, está cheia de problemas. Minha ação concreta para a melhoria desta universidade se expressa no trabalho da gestão Movimente-se UEM, do CAFF e da Ocupação Manuel Guiterrez. Reversão de parte do corte de verbas do governo estadual, redução do preço dos xerox institucionais da universidade, garantia de verba para a construção de blocos, contratação de funcionários, por exemplo, são coisas "concretas". Eu modero os comentários neste blog para não publicar ofensas, pois a função deste blog é divulgar meus poemas. Sendo um blog de poemas, o intuito não é o debate, mas sempre estou disposto para debater. Os únicos comentários que não são aceitos são comentários com o intuito de ofender. De qualquer forma, retorno tua pergunta: Qual foi sua ação concreta pra tornar o lugar onde você está melhor?

Sidney Szpalir disse...

Agradeço sua resposta. Embora meu comentário tenha sido um pouco rude, e até repleto de rótulos, peço desculpas se lhe ofendi de alguma forma. Sua resposta foi bem esclarecida e muito bem educada, apesar das provocações de alguém que não lhe conhece. Aproveito para dizer que você foi um dos únicos que me respondeu com propriedade. A grande maioria mostra que reclama por prazer, através de reclamações infundadas e muitas vezes sendo levados pela maré, mas você não, você está realmente preocupado em querer melhorar e está fazendo ações para isto. Parabenizo a você e seu blog.

Anônimo disse...

EXAGERO!!!!

Mayra disse...

Pago um pau desgraçado pra vocês. O poema tá lindíssimo e façam A revolução que a UEM precisa! Vocês conseguem!

Fernando Ferrari - Geografia UEM disse...

Meus Parabéns barto pelas fortes palavras, a parte que mais gostei foi "Para poder comer no RU
tem fila de uma hora
E se não tem grana pro aluguel
você vai ter que ir embora!'' o que mostra que a universidade ja tem o seu público alvo. isso ai barto... abraço